Páginas

13/01/2014

Senhoras e senhores, apresentamos: O PA BOOK CLUB!

Saudações terráqueos!
O que vocês acham sobre clube de leitura?
É coisa de outro mundo?! Tsc, tsc. Sente aí e vamos conversar.
As três moderadoras do blog, eu, Lilian e Jujubs, somos de Belém do Pará. Para os que cabularam as aulas de geografia, fica no Norte do Brasil.
Um lugarzinho quente e agradável (na medida que isso não é um paradoxo) onde temos todas as nossas atividades.
Dentre elas, há o PA Book Club (Clube do livro no Pará). 
Desde Abril de 2012, nos reunimos todos os meses para falar sobre um amor em comum: livros.

Alguns dos registros ao longo dos anos
                                                                               
As idealizadoras da brilhante ideia foram Bianne, do blog Garota Pai D'Égua, e Barbara, do blog In Death. Portanto, obrigada, queridas!
O PA Book Club é um evento cheio de significados. Entendam, nem todos tem com quem compartilhar seu amor pela leitura. 
No meu caso, sempre fui incentivada por meus pais, porém... eles não são os leitores mais ávidos do mundo. É aquela história do "faça o que eu digo, não faça o que eu faço". Eles me compravam gibis, livros infantis e tudo, mas não liam frenquentemente. 
Na escola, tive um pouco mais de sorte. Lá eu tinha mais do que incentivo; um abraço aos professores e amigos que trocavam ideias e me recomendavam livros, por favor. 
Eu sempre tive com quem falar sobre livros, mas nem todos que conheci no grupo tinham essa sorte. 
Gostar de ler e não ter com quem partilhar devia ser um dos cavaleiros do apocalipse.
Para algumas pessoas o PA Book Club é o único lugar onde podemos falar sobre livros sem julgamentos, sem amarras e sem pudor. 
Imaginem a festa! 

Todos os meses nos reunimos em lugares diversos (livrarias, cafés, praças), sentamos e conversamos sobre os livros que foram lidos durante o mês anterior. Eventualmente, o livro que foi falado por alguma pessoa do grupo já é conhecido de outro e assim vamos emendando conversas até ficar muito tarde e somos obrigados a parar. 
Já chegamos a falar até mais de 5 horas ininterruptamente! 

Já saímos até no jornal da nossa cidade. Beijo, mãe!

Não há nenhum tipo de iniciação ou trote (por hora, rs). É simplesmente chegar na roda, quando chegar a sua vez dizer seu nome (e receber um "OI" bem carinhoso, estilo Bookaholics Anônimos) e dar suas impressões sobre o livro que você leu ou gosta ou odeia.
Obviamente, há discordâncias de opiniões entre as pessoas. Ora, somos seres humanos, não? O livro que gosto outras pessoas podem odiar. E nossa, quantas tretas! "Crepúsculo" e "Cinquenta Tons de Cinza" que o digam. 
Tivemos até que criar algumas regras de convivência para não dar em morte; tais como:

  • Desculpe o gosto do coleguinha, mas respeito é fundamental.
  • Quando o spoiler é grande, o santo se irrita. 
  • Bullying demais, caldo estragado. 

Atualmente não temos mais os problemas que tínhamos no começo. O respeito imperou e a compreensão deu lugar a curiosidade e, em alguns casos, até mudanças de opiniões.
É incrível como crescemos. Como perspectivas mudam. Como universos se expandem. 
De dicas em dicas, li livros que anteriormente torcia o beiço e conheci vários outros que sequer sonhava que existiam. Já fiz viagens realmente incríveis sem sair do lugar! 
Todos os meses temos alguém novo no grupo, normalmente porque algum amigo indicou. Aí essa pessoa indica para outro amigo, que indica para outro amigo e assim o grupo vai crescendo. 

Falamos sobre TODOS os tipos de livros. Não existe preconceito literário em nosso meio.
Ah, nem limite de idade. 
Recentemente adotamos a ideia de leituras temáticas. Sendo assim, intercalamos meses onde PA Book Club é livre (cada um fala do livro que quiser) e de tema de livros específicos. Já falamos sobre adaptações para o cinema, terror, distopias, HQs e alguns outros. 
É divertido e estimulante! 

A leitura sempre me proporcionou prazer, mas quem diria que também me proporcionaria amigos incríveis?
O PA Book Club já faz parte da minha rotina e as pessoas maravilhosas que conheci já fazem parte essencial da minha vida. 
Não é apenas um encontro de leitores para falar sobre livros. É um laço que construímos.
Uma iniciativa simples que deu mais do que certo.

Registro do encontro de Janeiro de 2014, realizado no café da FOX. 

Conheço algumas pessoas de outros estados do Brasil que são super curiosos sobre nossos encontros. Quem sabe não pode acontecer um por aí também?
Vocês podem ter mais informações sobre o PA Book Club na página do grupo no facebook, ou por aqui mesmo, afinal, as três moderadoras do blog são integrantes de carteirinha. (Nos conhecemos nos encontros, inclusive.)
Aguardem mais posts relacionados e até a próxima! *Tchau de miss*


23 comentários:

  1. Respostas
    1. Estaremos aqui, munidos de livros e bullyings, sempre que tu vier nos visitar, querida.
      Saudades também! <3

      Excluir
  2. O grupo mais Maluco que eu já conheci rs!!!!
    Spoiler nunca é bem vindo ¬¬"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto de spoiler, mas ok. Me acostumei com a chatice de vocês, ê haha <3
      Obrigada por comentar, querida!

      Excluir
  3. Sem dúvida um grande local para falar sobre livros e quadrinhos, uma família que a cada dia cresce mais. É notável a integração e a simpatia por todos que estão presentes, desde que comecei a frequentar, já é um evento que tenho questão e compromisso de participar! Fernanda, minha cara, ótimo texto e parabéns por ajudar essa trupe de malucos nesses encontros... E digo, a zuera é sempre e spoiler sempre é bem-vindo hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thyago, o homi da zoeira. Fico feliz quando novas pessoas chegam e tu foi uma aquisição e tanto para o grupo! Participe sempre! E obrigada por comentar <3

      Excluir
  4. visitem meu blog http://www.oblogtudosobre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não.
      Ê! Vamos dar uma passadinha lá, sim.
      Bjs.

      Excluir
  5. Fê infelizmente não deu para eu participar do encontro desse mês, mas sem duvida estarei no proximo, acho lindo a ideia de compartilhar o gosto pela leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Valeria! Estou feliz por teres gostado da ideia e serás muito bem-vinda quando vieres!
      Vou cobrar tua presença no próximo encontro, hein!
      Beijos, querida. Obrigada por comentar ;)

      Excluir
  6. *CHORANDO DE INVEJA
    Pq né, sempre quis ta num clube desses, eu sou do sul do país e tipo moro numa cidade bem do interior mesmo, e nunca fiquei sabendo de uma coisa dessas, e como minha cidade é pequena se tivesse, eu ia saber entende?
    só se foi na capital(floripa) mas eu sou da roça e não tenho amigos na capital por isso *chorando
    AUSUASHUASHUSAHUSHUH sou a amiga da ju pelo mundo virtual a alguns anos, e sempre vejo a foto de vocês, e acho q ela já fez alguns comentários sobre.
    mas adorei ver uma resenha bem explicadinha contando como tudo funciona
    QUERIA MTO TER UM GRUPO ASSIM, mas me contendo com minhas amigas que graças a deus gostam tanto de ler quanto eu e vivem pegando meus livros emprestados, oq eu nunca NUNCA MESMO após muitos anos me acostumo com a dor.
    Elas sempre cuidam mas nunca consigo tirar a dor no peito de emprestar eles Ç.Ç
    ENFIM, adorei o post <3 Um dia vou pra belém conhecer a Ju e dou uma passadinha ai uAHUSHUASUASUUHASUUAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Otchi, Lu Chan! Talvez tu consiga reunir com as amigas dos empréstimos e consiga reunir um grupinho.
      Começamos com poucos e os encontros oscilam muito sobre frequência de pessoas. O importante é ter com quem compartilhar.
      Tu não imagina o quanto é bom!
      Pessoas que eu cruzava pela rua e quando vi no encontro pensei "Oia, tu gosta de ler! Que legal, vam casar!" Ê! HAHAHHAHA
      Sério, talvez tu consiga se tiveres tempo e disposição.
      Qualquer coisa, avisa a gente.
      Beijo.

      Excluir
  7. Ótimo texto, Fernanda, deu uma ideia geral de todo o amor, amizade e coisas legais que o "PA" nos proporciona

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bella! Foi exatamente isso que quis passar.
      Quis escrever sobre a minha sensação sobre o PA Book Club e sobre vocês, meus queridos bookaholics. Sou viadíssima, né?
      Obrigada por comentar! <3

      Excluir
  8. Awn! Que lindo! Já disse que amor vocês? <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já disse, sim, unnie.
      E o amor, óh, é bem recíproco!
      Beijô <3

      Excluir
  9. Que lindo, gente!! Conheço o PA Book Club desde o início, mas confesso que sempre fiquei meio sem graça de ir sozinha e talz (timidez sucks! Hahaha). Mas acho que no próximo encontro vou criar coragem e ir! :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venha, Gabriella! Não precisa ser tímida, nem ter medo.
      Se quiseres, tu pode só ficar observando, mas aposto que com aquele bando de loucos falando, vais querer interagir também. haha
      Fica de olho na página do grupo do facebook e vá, sim, por favor!
      Serás super bem-vinda!

      Excluir
  10. Eu nunca fui num encontro embora morra de vontade! Toda vez tem alguma coisa que acontece no dia que não dá pra eu ir, ou então esqueço... Ou o mais comum: tenho vergonha, hahaha. Vocês parecem todos super entrosados que dá medo de ser uma "estranha no ninho", embora eu tenha um amigo que geralmente vai nos encontros e foi o que mais me convidou para ir, inclusive xD
    Quem sabe no encontro de fevereiro eu não apareça? *0*

    http://relativismoescrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, espero realmente que tu possa ir no encontro de Fevereiro.
      Vergonha não é desculpa, viu!
      Somos todos uma grande família e quanto mais membros, melhor!
      Vamos te esperar!
      Beijos e obrigada por comentar ;)

      Excluir
  11. Antigamente, era muito comum pessoas se reunirem ao redor de uma fogueira para contar e ouvir histórias. Com esse hábito, transmitiam-se costumes, conhecimentos e tradições entre as gerações, mantendo viva a identidade de um povo ou de uma tribo. Em verdade, havia um momento de compartilhamento entre pessoas. Era o que marcava a ocasião.

    Penso que as reuniões do PA Book sejam adequações modernas do antigo costume de ouvir e contar histórias ao redor da fogueira. Talvez uma espécie de memória ancestral ou atávica atue para que a reunião seja entendida como momento agradável.

    Adoro o PA. E como foi que descobri o grupo? Eu li a matéria abaixo postada:

    http://www.diariodopara.com.br/N-155490-CLUBE+DE+LEITURA+ATRAI+GENTE+DE+TODAS+AS+IDADES.html

    Posteriormente soube que um encontro iria se realizar e resolvi aparecer. Fiquei razoavelmente surpreso em verificar como eram jovens os participantes. Estimei que a maioria teria pouco mais de 20 anos e eu sou quarentão, mas resolvi participar até o final da reunião. Salvo erro de memória, era um encontro temático: "Escritores Nacionais". A reunião foi muito engraçada e os participantes falavam como muita propriedade sobre assuntos diversos. Adorei.

    Fui informado que as reuniões eram agendadas previamente pelo facebook. Bom, até aquele momento eu não possuía facebook, mas assim que saí da reunião liguei para minha esposa e pedi que criasse um perfil, portanto o PA é responsável pela minha existência virtual.

    Na reunião seguinte eu compareci novamente. Adorei as tiradas dos participantes, as piadas, os casos contados. Há muito eu não lia HQs e o PA fez renascer o imenso carinho que tenho pelo universo dos quadrinhos.

    Preciso contar um caso, uma confissão de minhas limitações: em uma dada reunião para fins de escolha do objeto do encontro temático, alguém sugeriu: "Distopia", todos aclamaram a sugestão. Distopia foi o tema escolhido e eu me perguntava: "que diabos é distopia? Era a primeira vez que escutava aquela palavra de sonoridade bela e sinistra. Cheguei em casa e fui ler sobre distopia: “obras literárias com presságios de um futuro nefasto”. Eu já havia lido um livro distópico e não sabia: 1984.

    Comentei o caso com amigos do trabalho, advogados, engenheiro, administradores sobre meu desconhecimento acerca da expressão distopia e fiquei aliviado: nenhum deles conhecia o significado da palavra. Vi que a limitação não era minha, mas da minha geração.

    Hoje, 01.02.2014, rolou novo encontro dos fãs de literatura e acredito que fizemos como os antigos: era como se lá houvesse uma fogueira e ao redor dela estavam sentadas pessoas que compartilhavam relatos e experiências.

    Minha mente forma frase singela, mas que explica como me sinto durante e após as reuniões do PA: “Putz, como isto me faz bem”.

    Valeu, meninada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo, fiquei realmente emocionada com teu comentário!
      É maravilhoso ver o PA Book Club em sua expansão alcançando todos os públicos e idades, e fazer essa troca de ideias e conhecimento.
      É um prazer imensurável ter a percepção desse acolhimento.
      Teu comentário fez minha noite infinitamente mais feliz.
      Obrigada por participar, pelas tuas doações de livros e por não nos achar ridículos. haha
      Muito obrigada pelo comentário contagiante!

      Excluir